Sebrae Delas

Voltar
17.07.2020 Liderança

A priorização como ferramenta para o sucesso no empreendedorismo feminino

Com a evolução da sociedade ocidental, os diferentes papéis associados aos gêneros se transformaram. Desse modo, as mulheres, cujas responsabilidades concentravam-se basicamente na manutenção do lar e nos cuidados com a família, conquistaram novos espaços e migraram em larga escala do trabalho doméstico para os locais de trabalho tradicionalmente dominados pelos homens.

No entanto, esse processo de transformação do papel feminino na sociedade e seu ganho de relevância como força de trabalho não é estanque, e ainda está em desenvolvimento. Assim, a ocupação gradual das mulheres em diferentes postos de trabalho vem acompanhada de um efeito colateral: o acúmulo de jornadas de trabalho.

As mulheres ganharam espaço dentro de fábricas, empresas privadas e organizações públicas, mas ainda são responsáveis pelas tarefas domésticas em muitos lares brasileiros. Dessa forma, elas tendem a ter menos tempo para se concentrar em seus objetivos e nas diferentes esferas de suas vidas.

Esse fenômeno é ainda mais significativo para aquelas que ocupam cargos de liderança, estando à frente de equipes ou até mesmo da direção de negócios. Nesses casos, torna-se ainda mais importante para as mulheres reconhecerem o peso e o valor de sua atuação na sociedade, na família e em seu local de trabalho.

E, nesse contexto, uma das ferramentas mais importantes para as mulheres que ocupam cargos de chefia é a priorização. Quer saber mais sobre esse assunto? Então continue a leitura deste artigo e descubra a importância da priorização como ferramenta para o sucesso no empreendedorismo feminino!

Os desafios de ser uma mulher empreendedora

Comandar um negócio pode ser muito gratificante, tanto do ponto de vista financeiro quanto em termos de realização pessoal. Mas nem por isso é uma tarefa fácil. As pessoas que ocupam cargos de liderança em empresas de todos os portes são submetidas diariamente a difíceis processos de tomada de decisões, sendo responsáveis pelas consequências advindas destas.

Além disso, como dirigentes, devem garantir a manutenção da qualidade no atendimento aos clientes e na prestação de serviços; acompanhar de perto a rotina financeira do negócio; proporcionar condições de trabalho adequadas para os funcionários; estar a par da legislação concernente ao seu segmento; observar a concorrência; zelar pelos espaços físicos do negócio; acompanhar as novidades, oportunidades e ameaças do mercado etc.

Tudo isso não apenas durante o horário comercial. Afinal de contas, ainda que esteja em casa ou curtindo um momento de lazer, o empreendedor acaba se dedicando ao seu negócio 24 horas por dia. No entanto, no caso da maioria das mulheres, seus negócios não são seus únicos empreendimentos.

Conforme você já viu no início deste artigo, a transição dos papéis da mulher na sociedade moderna está acontecendo de forma gradual. Assim, ainda cabe a elas uma grande fatia das tarefas domésticas e de cuidados com familiares, mesmo que elas dividam o lar com o cônjuge ou outras pessoas.

E esse fenômeno tem um peso muito significativo sobre a vida delas. Dados obtidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, em pesquisa realizada no ano de 2019, confirmam o que as mulheres já sabem: sua jornada de trabalho é muito superior à dos homens.

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua – PNADC revelou que as brasileiras, em diversos tipos de cargo e setores de atividade, trabalham em média 3 horas e 6 minutos a mais que os homens semanalmente. Ao final de um mês, esse tempo totaliza mais de 12 horas de trabalho extra.

Essas atividades realizadas na carga extra configuram a segunda jornada de trabalho, e se concentram em tarefas da casa, como:

  • Planejamento da rotina familiar,
  • Preparo de alimentos,
  • Limpeza da casa,
  • Lavagem de roupas,
  • Lavagem de louça,
  • Cuidados com os filhos e outros familiares dependentes.

Para as mulheres empreendedoras, o peso dessa carga extra de trabalho pode ser ainda maior, visto que o serviço, principalmente mental, de um dono de negócio não se limita ao horário comercial. E há ainda outros fatores que dificultam a administração do tempo na vida das mulheres empreendedoras.

Afinal, suas rotinas não são constituídas apenas de aspirações profissionais e domésticas. Há também os cuidados com a saúde, os estudos, suas relações pessoais, o lazer, seus hobbies e uma série de outras atividades que precisam ser incluídas no dia a dia.

E é daí que vem a importância da priorização. Em meio a tantas responsabilidades, expectativas e anseios pessoais, saber como priorizar as atividades é fundamental para que se possa ser bem-sucedida. Por isso, se você deseja ter sucesso em seu empreendimento, desenvolver suas habilidades de priorização e utilizá-las como ferramenta a seu favor é essencial!

Se tudo é importante, como eu defino o que é prioridade?

Diferentes setores da sua vida envolvem sentimentos, objetivos e responsabilidades que podem ser completamente distintos. Dessa forma, pode parecer extremamente difícil definir níveis de prioridade, visto que cada uma dessas esferas do seu dia a dia tem sua importância.

Assim, você precisa entender como se dá o processo de priorização. Não se trata simplesmente de definir o que é urgente. Trata-se de definir o que é essencial para o alcance dos seus objetivos e o que é dispensável.

Nesse contexto, um fator crítico que você deve manter sempre em mente é o tempo. Afinal, se houvesse tempo ilimitado para cada tarefa e meta, não haveria necessidade de priorização.

Dessa forma, podemos definir que os alicerces de uma priorização eficiente são:

  • Suas metas;
  • O tempo disponível para cada uma delas.

Trace metas com clareza para priorizar corretamente

Se você não souber onde quer chegar, será muito difícil definir o que fazer primeiro. Por isso, é imprescindível definir com muita clareza seus objetivos em longo, médio e curto prazo. O que você deseja para a sua vida em nível macro está associado aos seus objetivos em longo prazo.

Para descobrir que meta é essa, visualize como você deseja estar em 10 anos. Quanto quer ganhar? Onde quer morar? Como deseja sua rotina? Quem você vê ao seu lado?

Ao se visualizar em longo prazo, terá clareza sobre o que priorizar em médio prazo. Por exemplo:

  • Se você quer ser especialista em um setor de mercado, talvez precise fazer um curso;
  • Se quer dominar uma área de cobertura, precisa explorar estratégias para tal em seu negócio;
  • Se deseja ter seu próprio imóvel, precisa acumular uma certa quantidade de dinheiro para quitar seu valor ou dar entrada em um financiamento;
  • Se quer ter uma família, precisará dedicar algum tempo a ela;
  • Se quer melhorar sua saúde ou forma física, precisa dedicar tempo a sua alimentação e rotina de exercícios;
  • Se quer ter mais tempo livre, precisa descentralizar tarefas em nível profissional e doméstico.

A partir dessa compreensão acerca do que você quer e do que precisa ser feito para chegar lá, você poderá definir tarefas de curto prazo para a execução desse plano. Aqui, o tempo necessário para realizar cada um desses passos começa a pesar no seu processo de priorização.

Se para atingir seus objetivos você precisa de uma determinada formação, talvez você precise aumentar o tempo que dedica aos estudos, reduzindo em algum outro setor que neste momento não é tão relevante para os seus objetivos. Veja que você não precisa necessariamente eliminar atividades da sua vida, mas equilibrar o tempo que dedica a elas.

A partir daí, a organização é sua melhor amiga. Adote uma agenda ou um planejador e determine horários para cada uma de suas atividades. Lembre-se de avaliar quanto tempo você precisa dedicar a cada uma de suas responsabilidades para alcançar suas metas.

Priorizando dentro do ambiente de trabalho

Como empreendedora, o trabalho representa uma parcela muito importante da sua vida, podendo até mesmo invadir o espaço de outras áreas do seu dia a dia. Para evitar que as tarefas saiam do controle e que você perca qualidade de vida, é importante fazer todo um processo de priorização também para a sua rotina de negócios.

O processo é bem semelhante àquele que você fez para definir prioridades para a sua vida em geral. Trace objetivos para o seu negócio em longo prazo e trabalhe de trás para frente para descobrir quais atividades são importantes agora para que você torne esse futuro imaginado uma realidade.

Tome nota desses pensamentos e utilize-os como suas diretrizes. Na realidade do dia a dia, priorizar corretamente pode parecer mais desafiador, mas tendo esse plano geral bem traçado será muito simples equilibrar suas atividades diárias.

Determine um horário de trabalho

Inevitavelmente, situações do trabalho irão invadir sua vida pessoal e vice-versa. Mas definir adequadamente horários para cuidar de cada um dos seus papéis no dia a dia é o primeiro passo para ter sua rotina sob controle.

Por isso, defina qual será seu horário de trabalho. Dessa forma, quando um acontecimento não programado invadir o tempo que você tem para outra atividade, pela sua priorização, você poderá decidir se resolve o problema imediatamente ou não.

Elenque suas responsabilidades

Como dirigente de um negócio, pode ser difícil definir quais são as suas responsabilidades, afinal de contas, tudo lhe diz respeito. Mas ter clareza sobre isso é muito importante para que você não assuma tarefas que devem ser realizadas por outras pessoas.

Por exemplo, se você tem um bom setor financeiro, deixe os cálculos e a elaboração de cenários simulados por conta dele. Encarregue-se apenas de ouvir e analisar as informações para tomar a decisão. Se você tem um responsável por compras, reúna-se periodicamente com ele para definir as diretrizes de gastos e qualidade, mas deixe que ele tome a decisão no dia a dia.

Resumindo: descentralize para liberar tempo.

Um horário para cada responsabilidade

Procure definir em sua agenda de trabalho janelas de tempo realistas e convenientes para a execução de cada uma das suas tarefas. Para isso, defina quem são as outras pessoas envolvidas nelas e descubra:

  • Quais são suas tarefas mensais;
  • Quais são as tarefas semanais;
  • Quais são as tarefas diárias;

Para realizar esse agendamento de uma forma que priorize as atividades, lembre-se de programar-se para realizar apenas tarefas que são de sua responsabilidade e de lembrar quais são seus objetivos. Isso é o que vai lhe permitir dedicar tempo suficiente para cada tarefa.

Aqui, os prazos também entram em jogo, mas note: nem sempre a tarefa com menor prazo é a mais urgente e deve ser priorizada.

Se você tem outra responsabilidade com prazo maior, mas com alto nível de complexidade (que envolve mais processos, pessoas etc.), considere essa informação para descobrir quanto tempo deverá investir nela e, assim, definir em quais janelas ela deve entrar na sua agenda.

Imprescindível, importante ou opcional?

Outro recurso que você tem para melhorar a forma como define suas prioridades são os sistemas. Com o tempo você pode criar os seus próprios, baseados na sua rotina, mas uma boa base para começar é o sistema de classificação de tarefas. Você pode utilizar cores ou letras para identificá-las, por exemplo:

  • A: tarefa imprescindível;
  • B: tarefa importante;
  • C: tarefa opcional.

Na sua rotina diária, você pode utilizar esses sistemas em associação com seus objetivos de curto e médio prazo. Por exemplo, digamos que hoje você deseja:

  • Incluir sua empresa em um congresso ou feira (a fim de atingir uma determinada fatia de consumidores ou potenciais parceiros), cujo prazo de inscrição está acabando;
  • Visitar as instalações de um novo fornecedor;
  • Conversar com seu gerente sobre o desempenho de um funcionário;
  • Analisar um contrato de prestador de serviços;
  • Avaliar opções de novo software de gestão.

Para seus objetivos, quais tarefas não podem ficar para amanhã, quais são muito importantes e quais não fazem diferença?

Esse método também é muito bom para quando surgem demandas inesperadas e que podem atrapalhar sua organização de tarefas por prioridades.

Se a nova necessidade não for imprescindível, não modifique sua programação. Encaixe-a nas próximas janelas livres ou mova outras tarefas futuras (com classificação de menor importância) para acomodá-la.

Priorizando o seu sucesso

Empregando essas técnicas, você conseguirá organizar a sua vida e o seu processo de tomada de decisões de forma orientada aos seus objetivos. Isso pode ser decisivo para o sucesso do seu negócio, bem como para o alcance de seus diversos objetivos pessoais na vida.

Por isso, comece agora mesmo a refletir sobre suas metas e organize suas prioridades de forma mais eficiente!

Referência:

PNAD Contínua: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/populacao/9171-pesquisa-nacional-por-amostra-de-domicilios-continua-mensal.html?=&t=o-que-e

Leia também

17.07.2020

Faça da produtividade um objetivo de vida

Produtividade é uma das palavras-chave para o sucesso de uma empresa. Com ela, empreendimentos se[...]

Continue lendo
17.02.2021

Equilíbrio é a base de tudo para mulheres e negócios

Não é uma tarefa fácil ser uma mulher de negócios, principalmente quando a vida é[...]

Continue lendo