Sebrae Delas

Voltar
17.02.2021 Liderança

Equilíbrio é a base de tudo para mulheres e negócios

Não é uma tarefa fácil ser uma mulher de negócios, principalmente quando a vida é feita de muito mais do que trabalho. Família, amigos, aspirações pessoais e sonhos também são partes muito importantes da vida e da rotina das mulheres.

E pesquisas realizadas pelo Sebrae para compreender o perfil e a realidade das empreendedoras brasileiras revelam que, para muitas delas, o labor se estende além das paredes do escritório e invade os limites da vida doméstica, seja sob a forma de tarefas do lar ou através do acúmulo de atividades do ambiente de trabalho.

Este fenômeno tem um peso muito importante sobre a vida das mulheres que estão à frente de empresas ou que possuem cargos de liderança em seus locais de trabalho. Isso porque a sobreposição das responsabilidades e dos afazeres em casa e na vida profissional podem contribuir para um aumento do estresse, o que, em contrapartida, gera queda dos níveis de energia, da produtividade e da qualidade nas relações interpessoais, íntimas ou no âmbito profissional.

Por isso, para as mulheres que lideram empresas e equipes, encontrar equilíbrio é a base de tudo. Ele é o grande responsável por manter o bem-estar físico e a capacidade mental para que elas consigam realizar todas as suas atividades, de modo eficiente e pleno. Mas, encontrar e manter este equilíbrio é, com certeza, um desafio quando tantos obstáculos e desafios surgem, em função das questões de gênero na sociedade.

Apesar de já terem relevantes papéis como chefes de família, fontes de renda doméstica e diretoras de negócios, as mulheres continuam tendo que se provar diariamente para galgar cargos de prestígio, serem respeitadas no mercado e alcançarem boas condições de vida.

Estudos constataram que as incongruências são tão grandes no contexto das empreendedoras brasileiras que, mesmo sendo muito mais responsáveis com seus compromissos financeiros, com uma taxa de inadimplência de 3,7% em comparação aos 4,4% masculinos, ainda têm menos acesso ao crédito. Em média, as mulheres de negócios brasileiras têm concessão de crédito cerca de R$ 13 mil menos do que os homens.

Além disso, para as mulheres contratadas no mercado de trabalho, mesmo em cargos de gestão e liderança, os salários também são menores, ainda que tenham uma escolaridade 16% maior que os homens.

Por isso, além dos conflitos advindos da conciliação entre responsabilidades familiares e pessoais com o trabalho, as mulheres ainda precisam vencer muitos obstáculos a mais que os homens para serem bem-sucedidas em seus campos de atuação.

Assim, descobrir o equilíbrio entre os muitos aspectos da vida é mais que uma necessidade, mas uma urgência para aquelas que desejam alcançar seus objetivos sem sacrificar determinadas facetas de sua realidade.

Perigos do estresse

Estresse é uma palavra que assumiu grande destaque na nossa sociedade. Avanços industriais e tecnológicos levaram a uma aceleração do ritmo produtivo, que acabou por se refletir em uma aceleração do ritmo das pessoas.

Com isso, a rotina diária começou a ter muito mais agentes estressores, que podem minar a qualidade de vida e, paradoxalmente, a própria produtividade. Mas, você já parou para pensar e tentar entender o que realmente é o estresse?

Sabe quando você tem preocupações demais e começa a sentir falta de apetite, indigestão, fadiga, ansiedade, etc.? Estes efeitos são formas que o seu corpo tem de se proteger contra os agentes estressores.

Mas, como o mal-estar pode contribuir para que você cumpra seus prazos, realize seu trabalho e auxilie sua família? Não contribui. Ele é meramente um efeito colateral dos meios que o corpo humano primitivo desenvolveu para lidar com ameaças.

Nos primórdios, os agentes estressores se resumiam a enfrentar os elementos da natureza e os predadores, de forma que quando surgia um destes problemas, seu organismo se preparava para que você pudesse ser bem-sucedida ao fugir ou lutar para salvar a vida. Por isso, a digestão para, o coração acelera e o sistema imunológico reduz o ritmo. Tudo isso a fim de que sua energia se concentre naquela ameaça.

Contudo, nos dias de hoje, as ameaças são outras e, como um modelo antigo de smartphone, os mecanismos de defesa do seu corpo a elas tornaram-se defasados. Assim, estas reações fisiológicas que deveriam protegê-la acabam atrapalhando.

E com a alta frequência da exposição a estes sintomas, seu organismo acaba sofrendo efeitos negativos. Por isso, para preservar sua saúde física e mental em curto e longo prazo, é preciso evitar que estas reações ocorram, e você pode fazer isso controlando suas fontes de estresse.

Na vida das mulheres empreendedoras ou líderes de empresas, este controle vai muito além do foco no trabalho. Ele deve incluir um equilíbrio saudável entre todos os papéis que você representa no dia a dia.

Identifique os tipos de conflito

Caso você precise balancear sua vida profissional com a vida pessoal, o primeiro passo é conhecer os tipos de conflito que geram desequilíbrios e aumentam o estresse. Eles são:

  • Conflitos de tempo;
  • Conflitos de tensão;
  • Conflitos de comportamento.

Com estas três esferas de conflito, a tendência é de que quando você luta para adequar e sanar um deles, o outro aumenta. Isso quer dizer, por exemplo, que se você tem pouco tempo para desempenhar muitas atividades e mesmo assim o faz, terá mais tensão.

Assim, é muito fácil identificar como cada um destes tipos de conflito afeta a sua vida. Conflitos de tempo são aqueles em que as tarefas de uma esfera da sua rotina transbordam além do tempo que você tem disponível para elas, e passam a concorrer com o tempo disponível para outras atividades. Quando você fica no trabalho até mais tarde, por exemplo. pode perder o tempo dedicado aos estudos, aos exercícios ou à família.

Conflitos de tensão ocorrem quando as responsabilidades de um setor da sua rotina impactam na forma como você desempenha seus outros papéis. Por exemplo, a preocupação com um familiar que está sob seus cuidados pode interferir na eficiência e na produtividade dentro do ambiente de trabalho.

Já os conflitos gerados por comportamentos, são aqueles onde condutas desejáveis em um dos domínios da sua vida interferem negativamente em outros. Isso ocorre quando você negligencia o ajuste de condutas, ao transitar entre diversos ambientes.

Se você é diretora no seu trabalho, pode ter uma tendência a querer ditar as regras em um grupo de estudos, por exemplo, o que potencialmente gerará conflitos prejudiciais.

Controle os níveis de interferência entre as facetas da sua vida

Existem inúmeras formas de como os diferentes papéis que você desempenha se inter-relacionam. Elas podem se cruzar tanto no âmbito mental, que é quando você está em um ambiente, mas pensando ou desempenhando tarefas dedicadas a outro, quanto no âmbito físico, quando você deixa o espaço físico dedicado a uma atividade para estar em outro.

Controlar os meios como estas interferências ocorrem é um fator crucial para encontrar o equilíbrio que vai lhe promover mais energia, eficiência e qualidade de vida. Para isso, é importante notar que não existe receita de bolo, visto que cada pessoa, local de trabalho, dinâmica familiar e rotina tem diferentes características.

Por isso, observe como tipicamente ocorrem estas interações entre os diversos papéis que você precisa desempenhar e analise quais são prejudiciais para a sua vida e quais são benéficas. Por exemplo, checar e-mails enquanto brinca com seus filhos pode reduzir a atenção que eles percebem disponibilizada a si mesmos, sendo prejudicial ao seu desenvolvimento.

Por outro lado, se levar o trabalho para casa durante um dia útil da semana pode permitir passar mais tempo próximo deles sem comprometer a qualidade no exercício de suas funções, talvez valha a pena investir nesta forma de interação entre os seus papéis.

Aqui o critério deve ser qualidade: como entrelaçar os domínios da sua vida interfere na qualidade no desempenho das suas responsabilidades? Tudo o que for positivo vai contribuir para um melhor equilíbrio e tudo o que tiver efeito negativo deve ser trabalhado para melhorar o balanço.

Assim, dependendo da sua personalidade, da sua ética de trabalho, das características da sua família e do conjunto das atividades incluídas na sua rotina, diferentes soluções podem ser implementadas para que você seja capaz de fazer mais, sofrendo menos.

Importância do descanso e do lazer

Caso você tenha uma preocupação com eficiência e produtividade, já deve ter notado que quando dedica sua atenção integral a uma tarefa, a execução é mais rápida e impecável. Por mais que pareça estranho, o mesmo vale para seus momentos de descanso e lazer.

Pense bem: qual é o objetivo deles? Promover o relaxamento e a socialização, reduzir o estresse, aumentar o ânimo, etc. Para atingir estes resultados, é importante que você esteja totalmente focada nas atividades de lazer e descanso quando for seu momento.

Por isso, neles vale muito a pena evitar o entrelaçamento de determinadas atividades. Não dê uma conferida rápida no relatório que saiu enquanto você está vendo um filme com as amigas. Não responda uma dúvida de colega sobre trabalho em grupo quando estiver fazendo uma caminhada. Dedique-se a estas atividades eliminando afazeres que podem trazer algum nível de estresse se você quer obter o máximo benefício delas.

Para ter tempo para os outros, primeiro crie tempo para você

Em algum momento da sua vida, você já sentiu que faz tudo, ou boa parte das suas atividades, por obrigação? Acompanhe sua mãe na consulta médica, auxilie os pequenos na tarefa de casa, vá à academia para combater aquela dor nos joelhos, faça horas extras para aumentar a renda, etc.

Quando sua rotina fica muito sobrecarregada com tarefas mais relativas a responsabilidades, pode ser fácil esquecer os reais motivos pelos quais você as desempenha e sentir prazer em sua realização. Além disso, não há por que romantizar uma rotina corrida. Existem mesmo algumas tarefas que realmente são chatas, e você faz somente porque precisa fazer.

Reflita um pouco sobre como você pode substituir, reduzir ou eliminar estas atividades na sua rotina. Isso vai criar tempo para que possa inserir mais ocupações que tenham um propósito e façam você se sentir bem. Assim, seus níveis de energia serão melhores, você sentirá que leva uma vida mais significativa e terá mais ânimo para se dedicar às diversas responsabilidades e obrigações do seu dia a dia.

Caso você tenha pavor de acompanhar o dever de casa dos seus filhos, mas por outro lado, se diverte auxiliando no banho e escovação dos dentes, proponha ao seu parceiro ou às pessoas que a ajudam uma troca de funções.

Se está fazendo um exercício físico só porque está na moda ou porque o médico mandou, tente trocar por outro que tenha mais a ver com você.

Além disso, pense em todas as coisas que você quer fazer, mas nunca encontra tempo:

  • Um curso;
  • Uma viagem;
  • Um hobby;
  • Uma maratona daquela série incrível;
  • Entre outros.

Certifique-se de encontrar tempo para estas atividades, de separar alguns momentos só para você e fazer com eles o que bem entender, sem interrupções ou outros compromissos.

Estas ocasiões vão contribuir de forma muito significativa para a sua saúde mental. E assim, você terá melhores condições de desenvolver os diferentes papéis que se espera de você, tornando-se uma líder mais competente, uma mãe mais afetuosa, uma filha mais presente, uma parceira mais companheira, uma artista mais habilidosa, uma atleta mais capaz, uma aluna mais dedicada, etc.

Disciplina é a chave

Após realizar esta análise e determinar quais atividades e papéis precisam ser repensados, adaptados ou transformados, bem como de aprender a dedicar tempo para si mesma, é muito importante que você exercite a sua autodisciplina. Ela é uma característica essencial não apenas para empreendedoras, mas para todos que desejem ter mais sucesso nos diferentes domínios de suas vidas.

No que tange à busca pelo equilíbrio, a disciplina se encaixa em uma constante vigilância para garantir que os reveses da vida não tirem do eixo a rotina viável e prazerosa que você luta diariamente para criar, em meio a todas as suas responsabilidades.

Revise periodicamente as suas prioridades, os seus desejos e a forma como você desempenha cada um dos seus papéis. Assim, você garante que o equilíbrio esteja sempre em dia e que, consequentemente, você esteja com o máximo da sua capacidade e em sua melhor qualidade de vida.

Fonte:

https://datasebrae.com.br/wp-content/uploads/2019/03/Empreendedorismo-Feminino-no-Brasil-2019_v5.pdf

Leia também

03.03.2021

Faça da produtividade um objetivo de vida

Produtividade é uma das palavras-chave para o sucesso de uma empresa. Com ela, empreendimentos se[...]

Continue lendo
17.02.2021

Equilíbrio é a base de tudo para mulheres e negócios

Não é uma tarefa fácil ser uma mulher de negócios, principalmente quando a vida é[...]

Continue lendo